Retornar ao dicionário

Reajuste

O reajuste de preços de planos de saúde serve para equilibrar as finanças da seguradora. Basicamente, o prêmio do plano é o valor da mensalidade enquanto o sinistro é o valor do gasto gerado pelo cliente. Todos os anos os custos aumentam tanto em função da inflação médica quanto do aumento de uso do plano pelos clientes.

Existem dois tipos de reajustes: o reajuste de preços anual (que acontece 12 meses após a assinatura do contrato) e o reajuste por idade (que acontece no mês do aniversário do cliente que muda de faixa etária).

O reajuste de preços anuais depende primeiro do tipo de plano. Para planos individuais e familiares, o reajuste máximo é definido pela Agência Nacional de Saúde (ANS) e variou em torno de 10% nos últimos anos. Os planos coletivos com até 100 pessoas por sua vez recebem o reajuste de acordo com a base de todos os clientes que a operadora tem com aquele mesmo tamanho. Historicamente esse valor gira em torno de 17%. Para planos empresariais com mais de 100 pessoas o reajuste é calculado considerando a inflação médica e a utilização do grupo de beneficiários na empresa. Ou seja, quanto mais a equipe da empresa usar, maior será a conta da empresa no ano seguinte.

O reajuste por idade acontece quando o cliente muda de faixa etária. Essas faixas etárias foram definidas pela ANS e são as seguintes:

0 a 18 anos

19 a 23 anos

24 a 28 anos

29 a 33 anos

34 a 38 anos

39 a 43 anos

44 a 48 anos

49 a 53 anos

54 a 58 anos

59 anos ou mais


Aqui no Oli

O objetivo do Oli é garantir o menor reajuste possível para a empresa. Fazemos isso por meio da nossa plataforma de gestão de saúde, cuidando das pessoas ativamente de forma integral para que elas tenham a melhor saúde e usem o plano da melhor forma possível.