Dia a dia do RH
January 2022

A importância de integrar os colaboradores durante o trabalho remoto

Quando se debate trabalho remoto, as conversas sempre são sobre as tecnologias e ferramentas necessárias para que as atividades sejam realizadas da melhor forma possível. Os resultados precisam ser positivos, as metas batidas e as horas cumpridas. No entanto, há algo essencial do trabalho que muitas vezes passa despercebido pelas organizações: a conexão entre as pessoas. 

Trabalhar não significa apenas passar oito horas do dia executando tarefas para, ao fim do mês, receber uma compensação financeira. Muito longe disso. O trabalho é um espaço de interação e integração social, de criação de vínculos, práticas de discordâncias e exercícios de empatia. É um momento onde pessoas diferentes precisam interagir para desenvolver projetos e ideias relevantes, inovadoras e eficientes. 

Portanto, ao passo que as grandes empresas e os melhores talentos aderem progressivamente a novos formatos de trabalho, os profissionais de RH precisam desenvolver estratégias para que as relações sociais não se percam no caminho. Se os happy hours e as ações presenciais já não são mais tão estimadas quanto antes, agora a tecnologia se tornou uma aliada fundamental nesta empreitada. 

Existe uma série de aplicativos e programas virtuais que nasceram com o objetivo de estimular vínculos entre as pessoas que atuam em organizações remotas. O slack, por exemplo, possui uma extensão chamada Watercooler, cuja função é organizar apresentações e apresentar tópicos divertidos para conversas não relacionadas ao trabalho entre os integrantes do time. Companhias como o Netflix e o New York Times já aderiram. 

Outra iniciativa com este objetivo é o Gather, que se tornou popular em vários cantos do mundo por disponibilizar um mapa 2D onde a equipe pode utilizar avatares virtuais e interagir com seus colegas em tempo real. Jogos online e outros eventos realizados de forma descompromissada também devem ser utilizados como táticas de estímulo para fazer os colaboradores se relacionarem melhor uns com os outros. 

No entanto, é imprescindível que estes incentivos aconteçam naturalmente e com parcimônia. A calma e a espontaneidade são valores importantes para construção de relacionamentos duradouros e significativos. Papos informais e leves antes de uma reunião ou a abertura de espaços para que o time possa interagir sem que precisem seguir prazos ou resolver problemas também ajuda. 

É importante que o RH entenda que as melhores relações de trabalho são aquelas que se estendem para fora do ambiente de trabalho. Quando os funcionários começam a criar vínculos fortes e um senso de comunidade eles querem compartilhar este sentimento com outras pessoas, em contextos externos. O relacionamento construído pode funcionar como válvula propulsora para que a própria empresa decole. 

Criar conexões e formar times que se entendam de forma pessoal, para além das obrigações contratuais, contribui para um ambiente de trabalho mais saudável, feliz e produtivo. Os colaboradores tendem a se gostar mais e a gostar mais de vivenciar o trabalho de forma plena. Em uma sociedade fundada sobre preceitos de competitividade e rivalidade, o estímulo à união é um importante diferencial de mercado.

Continue lendo