Dia a dia do RH
January 2022

Como modernizar o RH da sua empresa

Algumas empresas só começam a construir um barco quando a tempestade chega, mesmo que as nuvens estejam cinzas, há anos anunciando a chuva.

Neste momento, vivemos uma pandemia, algo que ninguém poderia imaginar até pouco tempo atrás e que mudou completamente a forma como vivemos, nos relacionamos e, claro, trabalhamos.

Desde o início do século, assistimos ao crescimento desenfreado de adeptos da gig economy e de freelancers, vimos a chegada de uma nova geração de jovens no mercado de trabalho com demandas inéditas - como trabalho remoto e horários flexíveis -, e presenciamos as transformações provocadas pela tecnologia no setor.

O movimento de modernização já acontecia há anos, o covid-19 foi apenas um estopim para as empresas que não estavam preparadas. Diante deste desafio de adaptação, muitos negócios afundaram e outros vão continuar naufragando.

No entanto, ainda é possível mudar o leme de direção!

Esta crise não precisa ser o ponto final da sua empresa. Pelo contrário, pode ser uma oportunidade, a chance que você precisava para sair da zona de conforto e construir algo notável.

Automatize processos burocráticos

Além de contratar e demitir, o RH é historicamente conhecido por realizar tarefas burocráticas. Numa sala cheia de papéis espalhados, os profissionais da área preparam contratos, cuidam da folha de pagamento e analisam a folha de ponto.

Esse processo de documentação e toda a burocracia que envolve o gerenciamento dos funcionários são essenciais para o bom funcionamento da empresa, porém, consomem um tempo descomedido, que poderia ser utilizado para outras tarefas, mais criativas.

A simples adoção de uma base de dados online para que essas informações possam ser compartilhadas rapidamente e por todos já é uma solução notável. Depois, crie um portal para que os próprios funcionários atualizem os dados, quando necessário.

Busque automatizar todos os processos que podem ser automatizados, como a solicitação de folgas, a entrega de atestados médicos e outras atividades em que o profissional de RH atua apenas como um intermediário, sem função especializada.

Adote o trabalho flexível

Houve um tempo em que os computadores eram do tamanho de prédios e as informações só poderiam ser transportadas em disquetes com menos espaço e menos processamento do que um relógio de pulso.

Nesta época longínqua, fazia mais sentido a obrigatoriedade de ter sempre todos os funcionários juntos, no escritório. Mas isso ficou no passado.

Hoje, temos plataformas de colaboração baseadas em nuvem, programas de videoconferência, notebooks, smartphones e ferramentas que transformaram em realidade os sonhos do trabalho remoto e do trabalho flexível.

Mesmo antes e, definitivamente, depois da pandemia, este formato de trabalho já se consolidou. Na contramão da resistência de alguns líderes, boa parte dos melhores talentos exige esse benefício e algumas das maiores empresas já o adotaram.

Cabe, agora, ao RH saber como utilizar essa tendência para melhorar a produtividade e usar bem as ferramentas disponíveis para que, no fim das contas, os resultados sejam melhores do que o esperado.

Aprenda a ler e manusear os dados

A moeda mais valiosa nos dias de hoje são dados. Isso vale para todas as áreas da empresa. Seja para o marketing, para as vendas ou para o RH, saber como utilizar os dados te dá uma vantagem importante no mercado de trabalho.

Conseguir analisar as informações dos funcionários para compreendê-los profundamente vai permitir que a empresa consiga implementar soluções analíticas, calcular o risco de turnover e descobrir como atender suas necessidades.

Porém, isso não significa que o RH deve se tornar um setor frio, sem humanidade. Deve haver, sempre, um espaço garantido para a intuição e empatia, com decisões tomadas a partir dos dados, mas, também, do cuidado.

A Oli Saúde, por exemplo, utiliza machine learning e outras tecnologias inovadoras para ajudar empresas a consolidar dados dos funcionários e analisá-los de forma a prever custos, controlar e antecipar despesas.

No entanto, tudo isso é feito para garantir uma visão integrada de saúde que se preocupa, de verdade, com os colaboradores, atuando para trazer bem-estar e acolhimento aos seus colaboradores.

Continue lendo