Mesmo nos dias de hoje, depois do mercado de trabalho passar por revoluções importantes ao longo das últimas décadas, a área de Recursos Humanos continua sendo vista e tratada como algo à parte dentro das organizações. 

Enquanto setores como o de vendas e o marketing estão em constante evolução, com a implementação de processos para melhorar os resultados, o RH ainda é associado a burocracia, trâmites administrativos e infinitos documentos. 

No entanto, essa realidade não é mais permitida para as grandes empresas ou para os negócios que querem ser grandes. Para conseguir se destacar em meio a tanta competitividade, o RH precisa aderir a um novo modelo de gestão: o RH estratégico. 

A importância do RH estratégico

Um RH estratégico entende que em um mundo globalizado, onde as relações e as demandas estão inseridas no contexto digital, a gestão de pessoas não pode permanecer integralmente no mundo físico e na tradição de atividades realizadas sem embasamento em dados. 

O RH estratégico é aquele que utiliza tecnologia e ferramentas de automação para otimizar processos, validar testes e gerenciar a equipe de forma proveitosa. É um modelo de gestão que olha para a empresa a partir de uma perspectiva integral, em que todas as áreas e soluções devem ter um papel a cumprir e entreguem resultados contabilizáveis. 

Um dos pilares para que isso aconteça é o levantamento de dados. Quando essa atividade é bem executada, ela fornece as bases e o direcionamento necessário para que todas as outras ações da área sejam bem executadas. 

São essas informações que ajudam a compreender as demandas e entregas dos colaboradores, os resultados alcançados pela equipe por causa de cada mudança realizada e abrem os caminhos para motivar as transformações que a empresa precisa passar para chegar ao objetivo almejado. 

A importância do RH estratégico para a empresa

É comum ver sites de avaliações de empresas e comentários no LinkedIn repletos de reclamações de funcionários e ex-funcionários alegando que as companhias não se importam, de verdade, com seus colaboradores. Muito menos em momentos de crise, como este que o mundo passa agora. 

O sinal de alerta está ligado para os RHs que não estão conectados às mudanças que acontecem diariamente no setor. Uma luz piscando vermelha e brilhante para relembrar às empresas que, para atrair os melhores profissionais e reduzir o turnover, é preciso aderir ao RH Estratégico.

Essa inovação vai ajudar a sua empresa na formação de profissionais mais capacitados, na melhora do clima organizacional, no crescimento da motivação e engajamento, no aumento da produtividade e na consolidação de uma marca relevante e atraente. 

Como transformar o RH em estratégico? 

Compreenda a empresa

O primeiro passo para implementar uma mudança importante é entender o momento em que a empresa se encontra. Antes de tomar qualquer decisão, realize pesquisas de satisfação e de clima organizacional para identificar os gargalos e verificar todos os dados que interessam para o RH, como nível de satisfação, turnover, número de faltas e tudo que tange a experiência do colaborador. 

Comunicação é a chave

O bom relacionamento entre as áreas da empresas é tão importante para o sucesso da companhia quanto o relacionamento com o público. Na implementação de um RH estratégico, todos os colaboradores - independentemente do cargo e do papel dentro da instituição -, precisam estar envolvidos e alinhados para que a implementação seja eficaz. 

Utilize ferramentas e soluções com tecnologia

Muitas vezes, ao redesenhar o fluxo de trabalho existente na empresa, o RH encontra problemas que tomam muito tempo da equipe, mas poderiam ser solucionados com a simples adoção de uma plataforma de automação ou algo do tipo. Desde os processos de recrutamento ao pagamento de impostos e avaliação de colaboradores, é possível adotar tecnologia para acelerar o fluxo de atividades e melhorar os resultados da empresa. 

Tenha uma equipe preparada

A equipe de RH precisa contar com funcionários qualificados e com grande facilidade de adaptação para conseguir aplicar os processos definidos pelos gestores da área. Por isso, é importante investir bastante na capacitação deles com workshops, cursos e treinamentos especializados. 

O principal é a cultura organizacional

Mais importante do que qualquer outra medida tomada pela empresa, o aspecto principal que deve ser observado é o da cultura. Não adianta se esforçar, gastar tempo e dinheiro se a empresa inteira não “comprar a ideia” do RH estratégico. Ter uma cultura organizacional colaborativa e resiliente vai impulsionar a empresa inteira. 

No fim das contas, a implementação de um RH estratégico acelera a evolução do setor, mas também exerce um impacto positivo em toda a empresa. Ao propiciar os dados levantados e realizar as mudanças necessárias após análise desses dados, a empresa consegue gerir melhor os recursos, aumentar a produtividade e conquistar resultados mais positivos.